Abaixo à Viscolycra!

Este post eu já estou com vontade de escrever há muito tempo. Uma vez comecei a redigir um e-mail pra Camila Coutinho do blog “Garotas Estúpidas”, mas desisti no meio do caminho porque imaginei a quantidade de e-mails e comentários que ela tem pra ler, portanto meu e-mail poderia ser em vão.

O objetivo do e-mail era perguntar pra Camila, que trabalha com moda, sobre o que ela acha da viscolycra (tecido de viscose com elastano) não sair de moda.

A primeira vez que eu ouvi falar em viscolycra foi em 2004, na loja de grife da qual trabalhei (prefiro não mencionar a marca por enquanto), e quando apresentei o vestido para a cliente, ela disse com um ar decepcionante: “Ah! É viscolycra…”

A partir daí comecei a prestar atenção neste tecido e a primeira impressão que tive quando o toquei era de um tecido macio e confortável. Porém, com a primeira lavagem tive uma surpresa: o tecido ficou mole e com aparência desgastada. Após outras lavagens, começou a criar bolinhas!

Ou seja, na minha opinião viscolycra é um tecido descartável. Ok, tudo tem uma vida útil, mas esse tecido é totalmente capitalista. E também é lógico que tem exceções. Eu tenho várias peças em viscolycra porque não tenho escolha, e algumas são de melhor qualidade (agüentam mais lavagens pelo menos).

Mas tem uma coisa que eu não me conformo: por que as melhores grifes passaram a vender peças em viscolycra??? Até então você encontrava mais esse tecido em lojas que vendem “modinha” e também em lojas de departamento. Mas eu fiquei revoltada quando parei para admirar a vitrine de uma grife e vi um top branco de uma viscolycra de tão má qualidade que chegava a ser transparente. O pior era o preço: R$ 150!!! Um absurdo para uma blusa de viscolycra!

Enfim, acho que vale a pena comprar uma peça de viscolycra por até R$ 50, mais do que isso é um absurdo! Portanto fica o meu protesto contra esse tecido que não sai de moda e também contra as melhores grifes que cobram horrores por uma peça de um tecido tão vagabundo.

Pin It

Linha de esmaltes “Penélope Charmosa” da Risqué (vale um post)

Já faz um tempinho que a linha de esmaltes da Risqué Penélope Charmosa foi lançada, mas pela criatividade da empresa, vale criar um post “atrasado”.

Na minha opinião a Risqué é uma das melhores marcas de esmalte. Pelo menos por uma semana o esmalte não destaca, mantém o brilho e a Risqué sempre está lançando novidades.
É vermelho, vermelhaço, vermelhusco, vermelhante, vermelhão; renda, rendada, rendante, rendosa e por aí vai.
Agora eles lançaram essa coleção de rosinhas batizada de Penélope Charmosa.
Achei tudo uma graça: nome da coleção, cores, embalagem…
Inclusive tem uma cor nessa coleção chamada “Atitude Pink”!
Agora vocês devem pensar: “ahá, já sei de onde elas tiraram o nome para o blog”.
Aí que vocês se enganam. O Hot Pink foi idealizado há muito tempo, só não tivemos tempo de tirar o projeto do papel.
Mas voltando à coleção Penélope Charmosa. Posso dizer que é a coleção ideal para entrevistas de emprego, reuniões da igreja etc. E isto não é uma crítica, pelo contrário, só mencionei essas duas ocasiões porque exigem que você tenha um visual mais recatado e formal (e pra variar o Renda também, rs).
Se eu estivesse falando de cores flúor, vermelhos e pink, aí sim eu diria que são ideais para a balada, fim de semana e até mesmo para o dia-a-dia (dependendo da sua profissão).
Afinal, a mulher Hot Pink sabe adequar o seu visual para qualquer tipo de ocasião.

Enfim, a coleção Penélope Charmosa da Risqué merecerá o selo Hot Pink pela criatividade, inovação e qualidade! E corram para comprar pois é uma edição limitada!

Pin It

Jesus Luz e Alessandra Ambrósio estrelam campanha da marca de bolsas Chenson

Vi um post no blog da Lilian Pacce que informa que a Alessandra Ambrósio e Jesus Luz estão na nova campanha publicitária da marca de bolsas Chenson.

Engraçado que até o momento eu via a marca Chenson como uma simples marca de bolsas, até porque, uma vez, há muito tempo, comprei algumas bolsas dessa marca nas lojas Besni a R$ 22,90 cada.

Não eram modelos tão elaborados como os de hoje: “drapeados e pregas, estampas florais e textura à la croco” como diz a Lilian Pacce, mas eram coloridas e diferenciadas.

A Avon, por meio da revista Shopping Mais, também chegou a vender bolsas Chenson.

Imagino que uma campanha com Alessandra Ambrósio e Jesus Luz qualquer bolsa da linha terá valor, afinal não deve ter sido barato contratar uma das Angels da Victoria Secret e o atual namorado de Madonna para estrelar a campanha.
Pena que não tenho mais as bolsas que comprei (se não tirava uma foto e mostrava pra vocês), mas fico muito feliz do upgrade dessa marca.
Com essa notícia eu tiro uma lição: “Nunca substime uma marca: a Chenson de hoje pode ser a Louis Vuitton de amanhã”!

Vamos analisar a nova linha com “drapeados e pregas, estampas florais e textura à la croco” e avaliar se essas bolsas receberão o selo Hot Pink!

Afinal não basta ser apenas uma bolsa, tem que ser uma bolsa para mulher de atitude!

Pin It

O Hot Pink está no ar!!!

Finalmente conseguimos lançar o Hot Pink!
Há meses estamos planejando publicar um blog inovador, que discuta temas do universo feminino com foco em atitude.

Como assim atitude?
Há centenas de blogs que falam sobre moda, beleza, acessórios e comportamento, mas eles apenas apresentam os novos produtos e tendências.
A nossa intenção também é divulgar essas novidades, mas queremos refletir se realmente esses lançamentos são úteis, práticos e acessíveis para a mulher moderna, que mata um leão por dia, faz malabarismo com o orçamento, enfrenta TPM e não sai de casa sem salto alto e maquiagem.
Também queremos discutir os novos tabus que as mulheres enfrentam e queremos chegar a um consenso junto com as nossas leitoras.

Contamos com dicas, sugestões e opiniões! Então hotpinka aí!

Um forte abraço das autoras,

Lilian e Jamili

Pin It